revelando

Como em muitos aspectos da vida diária, os avanços tecnológicos também permitiram relevantes mudanças na fotografia. Uma dessas grandes transformações ocorreu na forma de imprimir imagens.

Hoje, é possível imprimir fotos em sistemas domésticos com qualidade excepcional, no entanto, é importante aprender a utilizar da melhor maneira possível o equipamento, para assim obter impressões satisfatórias.

É claro que, em caso de fotos que serão vendidas ou expostas, você deve recorrer a sistemas de impressão profissionais. Neste caso, pesquise sobre formatos e tamanho de arquivos que devem ser enviados, para a foto ser impressa com a melhor qualidade possível.

Mas, quando optar por impressões domésticas, uma boa dica é você explorar diferentes papéis e equipamentos. Selecione dez de suas melhores fotos, imprima-as usando materiais diversos e observe qual melhor se adequa ao trabalho. Lembre-se que o papel possui diferentes texturas, pesos e superfícies. Alguns são foscos, outros brilhantes, alguns ultrabrilhantes e outros apresentam superfície mate.

A escolha do papel faz total diferença na impressão. Além das opções de papéis proprietários de ótima qualidade encontrados no mercado, há centenas de opções com acabamento, espessura e estabilidade do arquivo distintos. Tente conhecer o máximo de material de impressão possível e teste em diferentes fotos para identificar o efeito característico de cada um.

Além do papel, a tinta também é um elemento importantíssimo na impressão. Existem alternativas às tintas de marcas proprietárias, que requerem pequenas alterações no sistema de alimentação da impressora, mas podem garantir melhores resultados, com fotos mais duradouras, com melhor interpretação de cor, além da economia considerável.

  • Calibrando o monitor

A imagem que visualizamos no monitor de nosso computador é diferente do resultado que aquela imagem apresentará impressa. Para obter fotos que se pareçam com o que você vê na tela é preciso calibrar o seu monitor. Os métodos simples, de ajuste de brilho e contraste, costumam ser eficazes apenas para a criação de imagens que serão vistas exclusivamente na tela. Para que as impressões sejam realistas, é preciso recorrer a softwares profissionais de calibração de monitor e impressora. Há boas opções de programas com essa função fabricados pela Adobe. Se necessário, chame um técnico para te auxiliar nos ajustes. É um investimento que fará toda a diferença na hora de você imprimir suas fotos!

Dica extra >>>> Para guardar suas fotos impressas, experimente imprimi-las com borda estendida em uma lateral, para poder furá-las e colocá-las em um fichário.

(Referência bibliográfica – 150 lições para você aprender a fotografar/ John Easterby)

Comentários estão fechados.